terça-feira, 7 de agosto de 2012

Vereadores aprovam a venda de bens públicos em Jaboatão

Por James Davidson

É triste ter de divulgar a notícia que a Câmara de Vereadores de Jaboatão aprovou a alienação de prédios públicos em nossa cidade. Apesar de estar neutro nessas eleições (embora pessoalmente tenho minhas preferências e aversões), não podemos deixar de manifestar como cidadão jaboatonense (e jaboatonense mesmo com "o") a insatisfação com este resultado. Afinal, poucos são os prédios públicos que Jaboatão possui.  Vejamos: Câmara de vereadores, quase todas as secretarias municipais, quase metade das escolas, muitos postos de saúde e muitos outros prédios funcionam em edifícios alugados! Na verdade, os únicos prédios realmente pertencentes à edilidade são a própria prefeitura, alguns postos de saúde e escolas mais antigos, e alguns prédios em Jaboatão Centro muito antigos (Casa da Cultura, Leão Coroado, Antiga Sede).

Mas por que este descaso com o patrimônio público e o interesse em manter os serviços públicos funcionando em edifícios alugados? Não encontro outra resposta a não ser beneficiar a iniciativa privada! Não é de agora esta dependência da prefeitura em relação ao aluguel e, muito provavelmente, muita gente deve sair ganhando com isso nos bastidores. Se o problema é dinheiro para investir em outras coisas, seria muito mais inteligente se a prefeitura adquirisse prédios próprios, diminuindo a dependência e os altos custos com aluguel, ao invés de vender o pouco que resta. Mas, pelo que tudo indica, deve existir muito outros interesses que estão além do que é dito. Assim, vemos a lógica neoliberal capitalista excludente e segregadora de sucatear o público em benefício do privado instalando-se em nossa cidade, enquanto o povo pobre sofre sem praças públicas, sem áreas de lazer e com postos e escolas funcionando em locais improvisados! Vejamos o vídeo abaixo sobre o assunto e pense bem em quem você vai votar nessas próximas eleições:


quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Vídeo Documentário Águas do Jaboatão

Por James Davidson


Acima Vídeo Documentário Águas do Jaboatão, realizado pelo MJPOP em parceria com A Juventude Suassuna e o Jaboatão Redescoberto. Foram várias visitas em diversos trechos do Rio Jaboatão e seus afluentes, percorrendo seus 75 Quilômetros, desde sua nascente em Vitória de Santo Antão, até sua foz em Barra de Jangadas. Conversamos com moradores locais - pescadores, coletores, sitiantes e ribeirinhos - e flagramos várias atividades poluidoras e destruidoras do Meio Ambiente. Foi uma experiência maravilhosa, onde pudemos sentir na pele os momentos tanto de beleza, como de agonia do nosso rio. A relação dos moradores locais com nossa artéria fluvial também pôde ser analisada através deste documentário. Tudo em defesa do meio ambiente e do rio que deu origem à nossa cidade.

Não somente autorizamos, mas insistimos que este vídeo seja compartilhado, baixado, distribuído e divulgado em todas as mídias sociais para que seja um importante veículo de conscientização social e ambiental nas escolas, comunidades, universidades, seminários,  etc. Que os professores e atores sociais de nossas escolas e comunidades utilizem este vídeo para a Educação Ambiental em nosso município. Um agradecimento especial a Alexandre Roseno, Edson, Julie Carle, Mário César Ramos, Tathiana Cosme, Raiana Rodrigues, Torquato Silva, Walkíria Rodrigues, Joel Emídio, Pollyana Virgolino, Sr, Salatiel e para todos os outros que contribuíram de alguma forma ou de outra para a realização deste importante trabalho. Esperamos que um dia possamos ver esta triste realidade transformada e que um dia possamos beber da água do Rio Jaboatão em todos os sues trechos, não só em sua nascente!!!

15 anos da cheia de 2005

Por James Davidson Rio Jaboatão Fonte: Climatempo No dia 02 de junho de 2020 completam 15 anos de uma das maiores tragédias que atin...