Postagens

Mostrando postagens de 2007

Casa de Amélia Brandão - Mais um patrimônio histórico ameaçado!

Imagem
Por James Davidson




A casa onde residiu a famosa pianista Amélia Brandão localiza-se no final da Rua Duque de Caxias, em frente a Praça Santos Dumont, próximo aos Correios de Jaboatão Centro e à Primeira Igreja Batista de Jaboatão. Ela é bastante conhecida de todos, pois destaca-se por sua volumetria e arquitetura que indicam ser uma casa bastante antiga. O que poucos sabem é que ela foi residência de umas das artistas mais importantes e conhecidas surgidas em nossa terra: Amélia Brandão!

Amélia Brandão, mais conhecida como Tia Amélia, chamava-se Maria Amélia Brandão Nery e nasceu em 25 de maio de 1893, em Jaboatão. Aprendeu a tocar desde cedo utilizando o piano de seu pai, também músico. Largou o Engenho Jardim, em Moreno, para vir junto com seu marido residir na Rua Duque de Caxias, mesma de seu nascimento. Após a morte de seu marido, lançou-se no mundo artístico tocando belas músicas e percorrendo toda a América representando o Brasil a pedido de Getúlio Vargas. Apresentou programa…

Instituto Histórico de Jaboatão: História e cultura municipal

Imagem
Por James Davidson



A maioria das pessoas não conhecem o quanto nosso município é rico em história, cultura e tradição. Por isso mesmo, ignoram a existência de lugares interessantes localizados dentro de Jaboatão. Desde os engenhos de açúcar até os monumentos localizados em áreas urbanas, é grande o desconhecimento das riquezas e potencialidades de nossa terra. E um dos locais mais importantes para começar a conhecer a nossa terra é o Instituto Histórico de Jaboatão.




O Instituto Histórico de Jaboatão é composta por pesquisadores e cidadãos interessados na história e geografia de nossa cidade, que atuam na divulgação e valorização da cultura e história jaboatonense. Para isso realizam palestras, cursos entre outras atividades com o intuito de valorizar e divulgar os conhecimentos sobre nossa história. Também realizam pesquisas junto com seus estagiários e membros no sentido de enriquecer o conhecimento sobre nossa gente e nossa terra.

Apesar de existir desde a década de 70, somente no …

Engenho São Bartolomeu

Imagem
Por James Davidson



O Engenho São Bartolomeu localiza-se próximo ao bairro de comportas, no 1º de Prazeres, às margens da Br 101 sul. É um dos mais antigos engenhos do município que se destaca pela sua rica história, inclusive com presença judaica.


O Engenho São Bartolomeu é um dos mais antigos de Jaboatão, pois consta sua existência em documentos antigos holandeses. Pertencente à Freguesia de Muribeca, seu proprietário mais antigo que se tem registros é Felipe Dias do Vale que o possuiu em 1623. Posteriormente, segundo constam os documentos, o engenho passou a pertencer a Fernão do Vale, irmão do proprietário anterior. Nessa época o engenho era movido a bois. Posteriormente passou a ser movido a água.

Fernão do Vale era cristão-novo, judeu forçado a converter-se ao catolicismo em Portugal. Com a invasão holandesa em Pernambuco, os cristão-novos passaram a revelar sua fé judaica, antes perseguida. Foi deputado representando Muribeca e escabino da Vila de Olinda, tendo que deixar o carg…

Engenho Santana - Patrimonio às margens do Rio Jaboatão

Imagem
Por James Davidson




Próximo ao Loteamento Santa Joana, no bairro de Sucupira, encontra-se o Engenho Santana com sua belíssima Casa-grande e com sua capela, bem nas margens do Rio Jaboatão e próximo à linha férrea. É um dos principais marcos históricos localizados no Distrito de Cavaleiro e um dos engenhos mais antigos do município. Na verdade, o Engenho Santana surgiu da primeira sesmaria a ser doada em terras da Ribeira do Jaboatão, segundo os registros existentes. Após a expulsão dos índios Caetés que habitavam essa região, por Duarte Coelho de Albuquerque, começou-se a doar terras a fidalgos portugueses para que estes montassem engenhos. Assim, em 1565, Gabriel de Amil recebeu 500 braças de terras localizadas no Vale do Rio Jaboatão, terras estas que só vieram a ser demarcadas em 1572 quando já haviam sido vendidas a Gabriel Prestes que as revendeu ao irmão de Duarte Coelho: Jorge de Albuquerque. Mas o Engenho só veio a ser levantado mesmo quando Simão Falcão e sua esposa D. Catarin…

Jaboatão Centro e os ares do passado

Imagem
Por James Davidson




O Centro da cidade de Jaboatão, também conhecido como Jaboatão Antigo, é uma das áreas mais antigas do município (ficando atrás apenas de Muribeca) e, por isso, é uma das mais ricas em monumentos históricos e edifícios de valor cultural. Tendo sido sede do município por mais de um século, o Centro de Jaboatão conserva ainda algumas características de uma cidade interiorana e colonial, com aspectos que nos remetem a um passado distante.


Surgida durante o final do século XVI, na confluência de dois rios - O Rio Jaboatão e o Rio Duas Unas - o povoado cresceu através de doações de terras realizadas pelo 3º proprietário do Engenho São João Batista (onde o povoado surgiu), o fidalgo português Bento Luís de Figueirôa. Aproveitando-se dos ataques realizados contra Recife e Olinda pelo corsário inglês James Lancaster, Figueirôa distribui terras a título de aforamento perpétuo àqueles que fugiam da sede da Capitania. É por isso que Bento de Figueirôa e sua esposa Maria Feijó …