Instituto Histórico cria Biblioteca Viva

Por Idalice Laurentino



A Secretaria de Cultura, através da Coordenadoria de Patrimônio Histórico, apóia e parabeniza a implantação da Biblioteca Viva em Jaboatão dos Guararapes, pioneira no Nordeste. É mérito para o povo jaboatonense contar com um projeto cultural tão ousado, pois é das veias dos seus artistas populares e intelectuais que jorram os mais reais e peculiares fatos históricos.


O Instituto Histórico parte na dianteira, instalando em suas dependências a Biblioteca Viva escritor Heleno Veríssimo.

O projeto da Biblioteca Viva nasceu na Dinamarca no ano 2000 e espalhou-se na Europa e chegou ao Brasil através da PUC – Pontifícia Universidade católica de São Paulo.

No Nordeste, a Biblioteca Viva do Instituto Histórico de Jaboatão, pelo que foi possível saber, é sem dúvida a pioneira e conta no momento com 12 livros vivos tratando cada um deles da história do povo de Jaboatão e, desta forma, a oralidade do povo será repassada aos leitores ouvintes dentro de um padrão alta fidelidade.

Visite o IHJ conheça os seguintes livros e os respectivos narradores das histórias:



1- Rede Ferroviária do Nordeste......................Evaldo de Oliveira

2- Os Festejos de Santo Antônio..........................Zuleick Araújo

3- A História do Engenho São Bartolomeu...............Eulina Monteiro

4- A História do Clube Jaboatonense....................Maria do Carmo

5- Conheça a Vila Rica em sua intimidade................Virgínia Matos

6- A História das Praias de Jaboatão........................Adiuza Belo

7- 1° Grito de República........................................Adiuza Belo

8- Muribeca ontem, hoje e sempre.......................... Adiuza Belo

9- Amélia Brandão...............................................Adiuza Belo

10- José Gomes.................................................Adiuza Belo

11- O Rio Jaboatão..............................................Adiuza Belo

12- Francisca Isidora Vida e Poesia...........................Adiuza Belo


Entre estes livros podemos encontrar depoimentos de histórias de vida tais como: discriminações, experiências vividas por deficientes, idosos, por egressos nos casos de saúde, presidiários, viciados, alcoólatras, mulheres ocupando funções masculinas, por animadores culturais, por praticantes das mais diversas formas de religião, entre outros.

Ao homenagear o nosso associado Heleno Veríssimo, estamos prestando uma justa homenagem aquele sociólogo que deixou o conforto da praia de Boa Viagem para residir no Engenho São Bartolomeu onde fundou uma biblioteca e trouxe escritores para conhecer a vida rural. Viajando para a Suíça, ele conseguiu através de uma ONG fundos para erguer em Muribeca uma creche que cuidava das crianças, enquanto seus pais labutavam no lixão. Autor de dois livros e poliglota (falando 5 idiomas), convivia pacificamente com os pássaros e sagüis que alimentava com prazer.

Heleno Veríssimo foi o criador do Festival da Manga e dos jogos de Cavalhada e Argolinha no Engenho São Bartolomeu (Comportas) que divertia os da terra e os de fora que para lá se dirigiam.

As consultas a estes livros serão previamente agendadas pelo telefone 3481-5794, de segunda à sexta-feira no horário comercial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Antiga Prefeitura de Jaboatão

Um passeio pelo Rio Jaboatão

Meu apoio ao Ocupe Estelita!