Mais sobre o Engenho São Bartolomeu

Por James Davidson





O Engenho São Bartolomeu fica situado próximo ao Bairro de Comportas, no 1° Distrito de Jaboatão, conforme já informamos na 1° postagem. Conforme solicitado e prometido, irei trazer mais informações sobre o Engenho São Bartolomeu nesta postagem.



O Engenho São Bartolomeu pertenceu ao judeu Fernão do Vale e ao seu irmão Filipe do Vale, como já mencionado, durante a invasão holandesa, ou seja, inicio do século XVII. Posteriormente, pertenceu ao Sr Inácio de Barros, em 1761.




Entre 1852 e 1870, o Engenho pertenceu ao coronel Agostinho Bezerra da Silva Cavalcanti e sua esposa D. Rita de Cássia de Souza Leão, esta criadora do Bolo São Bartolomeu (um tipo de bolo Souza Leão). Já em 1881, o proprietário era José Caetano de Albuqueque e no ano seguinte pertencia a Thomas de Carvalho Soares Brandão Sobrinho a aos filhos do proprietário anterior. No ano de 1908, era proprietário o Sr Casimiro de Jesus Lapa que vendeu o engenho a Augusto de Almeida Castro.



O Sr Augusto de Almeida Castro passou o engenho para o seu filho Hermano de Castro que plantou na localidade muitas mudas de diversas plantas, inclusive as acerolas, por ser biólogo da UFRPE. A escola Augusto de Castro foi construída em 1974, num terreno doado por ele e a escola leva o nome de seu pai. Dois anos depois, o Engenho São Bartolomeu foi adquirido por José Miguel Neto que , junto com seus filhos, é o atual proprietário do engenho.



Nas terras do Engenho São Bartolomeu, banhadas pelo Rio Jaboatão, encontra-se os únicos resquícios da Formação Cabo em Jaboatão dos Guararapes. Esta formacão consiste num grupo de rochas sedimentares de idade cretácea formada por conglomerados de diversos tamanhos. Destaca-se a presenca de matacões de rochas vulcânicas formando a matriz da rocha sedimentar.



Em parte da senzala funciona, atualmente, uma congregacão da Igreja Assembléia de Deus e o engenho fica a poucos metros da escola Augusto de Castro. Mas o mais interessante é que o tradicional Bolo São Bartolomeu surgiu em nosso município, no Engenho São Bartolomeu, e deveria ser reconhecido e tombado como patrimônio jaboatonense! Mas, quase ninguém conhece, infelizmente, a cultura de nosso Jaboatão!

Comentários

Anônimo disse…
Oi Colega James, agradeço por fornecer as informações sobre os vários proprietários do Engenho S. Bartolomeu.

As fotos estão ótimas, e mostram bem a bela arquitetura da Casa Grande.

Abraços e Continue sempre nos presenteando com sua sapiência e pesquisa sobre esse belo e histórico município Pernambucano.

Mas sem querer incomodar o colega, gostaria de saber algumas informação a mais, se possível, sobre o Proprientário José Caetano de Albuquerque.

E também, se em Comportas (prox. do Engenho S. Bartolomeu), existia alguma Casa de Farinha?

Espero não estar abusando de sua generosidades já demostrada no post "Mais sobre o Engenho S. Bartolomeu"

Agradecido desde já.
Anônimo disse…
Oi Amigo Excenlente blog, ficamos felizes em ver o patrimônio de Jabotão sendo mostrado a todos.

Oi Amigo gostaria de Saber a quem pertencia as terras do atual Bairro do Sancho.

Ouvi dizer que haviam engenhos próximos, quais foram?

Estou fazendo uma pesquisa sobre a origem dos Bairros de Jaboatão.

Aguardo sua mensagem

Abrçs
JAMES DAVIDSON disse…
Olá queridos leitores! Sobre o bairro do Sancho achei recentemente algumas informações que em breve estarei publicando. E sobre o engenho São Bartolomeu eu não tenho informações sobre o atual proprietário. Também não houvi falar de casa de farinha, mas não é algo impossível de ter existido. Agradeço o reconhecimento e estou a disposição!
MORENOS ENGENHO disse…
Olá vejo que vc é um cara esforçado.Mas tenho que lhe fazer uma correção, vejo que vc escreveu algo sobre o coronel Agostinho Bezerra da Silva Cavalcanti, e sua esposa Rita Francisca de Paula de Souza Leão (seu nome verdadeiro, e para lhe ajudar só uma correção ela nunca inventou o bolo Souza Leão, ela não morava na o casarão do engenho de Morenos onde foi servido ao Imperador do Brasil o dito bolo.Sendo assim, se ela alí não morava e não fazia parte desse mesmo ramo fica difícil ela ter feito este bolo.Outra coisa importante é vc pesquisar no site do sr. Ivo Wanderley, pois é muito bom para se dirimir dúvidaes de quem é quem na árvore genealógica das famílias até outro dia http://morenoengenho.blogspot.com
JAMES DAVIDSON disse…
Vc tem razão. Na verdade ela criou o Bolo São Bartolomeu que foi feito a partir da receita do Bolo Souza Leão, como consta em Açúcar de Gilberto Freyre. Cometi um lapso por confiar em fontes não fidedignas mas já corrigi o erro.
Anônimo disse…
Caro James Davidson gostaria que postasse algo sobre o Engenho de Megaipe de Jaboatão e se puder colocar algumas fotos ou videos ou se souber de alguma fonte de fotos ou videos fico grato....
Obrigado!
Alisson Bruno

Postagens mais visitadas deste blog

A Antiga Prefeitura de Jaboatão

Meu apoio ao Ocupe Estelita!

O Túnel do Engenho Suassuna